Logo
Logo
Banner Diolaser Banner Diolaser Banner Diolaser
Escolha uma Unidade

Estado:

Unidade:

Notícias


Inverno: A Estação dos Peelings


19/07/2017 - Visualizações: 396


Inverno: A Estação dos Peelings

O inverno é a melhor época para fazer tratamentos de renovação celular, como os peelings químicos. Eles são um tipo de procedimento capaz de corrigir marcas, manchas e muitas das alterações decorrentes do envelhecimento. Além disso, melhoram a aparência e a qualidade da pele. 

O peeling de inverno funciona, pois há a menor incidência da luz solar na estação. Trata-se de um procedimento dermatológico, ideal para corrigir as imperfeições da pele – marcas de acne, manchas de sol e hormonais, efeitos do tempo e cicatrizes.

Os produtos usados eliminam as células mais danificadas da pele e estimula-se a produção de colágeno. O resultado é uma pele perfeita e cheia de vida. O produto promove uma profunda esfoliação, semelhante a uma queimadura.

Todos os tipos de peles podem passar por este tipo de tratamento – desde adolescentes e peles jovens a peles mais maduras. É o profissional que irá informar o tipo de ácido usado para cada caso.

TIPOS DE PEELING

Conheça os diferentes tipos de peeling para se fazer no inverno:

Peeling físico: É feito apenas com produtos físicos, como a dermoabrasão, promovendo a esfoliação da pele através de cristais de óxido de alumínio. Tem um ótimo efeito em rugas finas, manchas e melhorar a textura de pele. A pele fica viçosa e rejuvenescida. O tratamento tem um ótimo custo-benefício.

Há ainda gommage e o peeling enzimático, que são bem parecidos com o peeling físico: o primeiro, é uma esfoliação efetiva; o segundo, utiliza os ácidos de frutas.

Peeling químico: É um tratamento mais profundo, com ácido. A profundidade varia conforme o estado da pele. Entre os produtos usados, há o ácido mandélico, que promove um peeling extremamente superficial, removendo apenas as células mortas; e o ácido retinoico, que promove um peeling menos superficial, mas que atua em manchas leves. Já o ácido tricloroacético (TCA), atua em profundidade média, impactando em linhas mais acentuadas, pequenas cicatrizes e manchas mais resistentes. O peeling profundo, feito com fenol, envolve anestesia e deve ser feito em clínicas e hospitais especializados. É perfeito para peles muito envelhecidas.

CUIDADOS APÓS O PEELING

Primeiramente, o peeling é um tratamento que deixará a pele um pouco sensível e os seus bons efeitos não aparecem na hora. Leva alguns dias até a pele ficar mais amena. Ocorre uma descamação em toda a área tratada, e desta forma, não é indicado que se tome sol e o uso do protetor solar é indispensável.

ATENÇÃO: somente profissionais habilitados podem ser responsáveis pela melhor indicação e realização do seu tratamento. 

Gostou? Vá hoje mesmo até uma unidade Diolaser mais próxima e faça uma avaliação GRATUITA!

Comentários:

Ninguém comentou ainda, clique aqui e seja o primeiro a comentar.