Diolaser EUA
Diolaser
Olá! Entrar na
Minha Conta

Blog



Depilação a laser: Conheça os mitos e verdades

Depilação a laser: Conheça os mitos e verdades

Ter uma pele mais macia e suave é o desejo de muitos homens e mulheres. A depilação é uma das opções para chegar a esse resultado. Existem muitas técnicas de depilação que podem solucionar o problema dos pelos – como lâmina, cera quente e cremes depilatórios – mas a maneira mais eficaz e prática para eliminar os pelos definitivamente é a depilação a laser.

 

Como funciona?

 

Nesse tipo de depilação, a luz emitida pelo laser age sobre a melanina do fio, provocando um aquecimento que destrói a raiz do folículo. Os equipamentos Milesman (usados em todas as clínicas Diolaser) permitem que o procedimento possa ser feito em qualquer tipo de pele.

O tratamento é indicado para pessoas que têm crescimento acelerado dos pelos, foliculite, pelos encravados ou para homens com a barba muito espessa. A duração da sessão depende do tamanho da área que receberá o laser.

Por mais que a depilação a laser seja a forma mais eficaz para acabar com os pelos, ela ainda desperta dúvidas e muitas pessoas deixam de fazê-la por medo de algo dar errado ou de o resultado não ser o esperado. Mas, para que você não tenha dúvidas, hoje vamos falar sobre os mitos e verdade da depilação a laser. Vamos lá!

 

Mitos e verdades sobre a depilação a laser

 

A depilação a laser é definitiva.

Verdade. O diferencial da depilação com laser de diodo é que ela pode sim ser considerada definitiva, com resultados comprovados por estudos científicos publicados pela Universidade de Harvard, diferente de outros tipos de laser ou luz pulsada e LED, que não são cientificamente comprovados, pois são classificados pela Anvisa como classe II.

 

A depilação a laser dói mais que a depilação a cera.

Mito. Nos anos 90, quando o método ainda era pouco conhecido, a depilação a laser doía sim, pois na época a ponteira do equipamento ainda não era refrigerada. Mas nos dias de hoje, com o avanço da tecnologia, isso virou mito.

Atualmente, a ponteira de diodo do Milesman Compact chega a -9 °C, inibindo o calor causado pelo laser e oferecendo um tratamento totalmente indolor na depilação definitiva.

 

A depilação não funciona em pelos loiros ou brancos.

Verdade. A luz do laser age sobre a melanina, que é o pigmento presente no pelo. Isso que provoca o aquecimento e destrói o pelo. Por isso, quanto menor a quantidade de melanina, ou seja, quanto mais claro for o pelo, menor a eficácia do laser. Por esse motivo, pelos loiros são mais difíceis de depilar com essa prática. Pelos brancos, impossíveis.

 

Não é indicado fazer a depilação a laser em pele bronzeada.

Verdade. A exposição ao sol aumenta a melanina na pele, o que diminui o contraste entre a pele e o pelo e, por isso, aumenta o risco de queimaduras na área que está sendo tratada com laser. Use sempre filtro solar com pelo menos FPS 30 para se proteger. O tratamento também não é indicado para pessoas com vitiligo.

 

A depilação a laser deixa a pele escura.

Mito. Pelo contrário, a aplicação do laser clareia a área tratada, e após a remoção definitiva dos pelos, a ausência de atrito frequente ajuda na manutenção da tonalidade normal da pele. Devido ao calor emitido, o laser ajuda no estímulo de colágeno, tonificando a pele da região.

Outros tipos de depilação, no entanto, podem escurecer a pele – como as agressões causadas pela lâmina ou pela cera e os pelos encravados. Fazendo a depilação a laser, você escapa desses riscos e não escurece sua pele.

 

Existe um intervalo mínimo necessário entre as sessões.

Verdade. Nosso corpo possui 3 fases de crescimento do pelo (anágena, catágena e telógena). Como os pelos são destruídos apenas quando estão em sua primeira fase de crescimento, pois estão conectados 100% no folículo piloso, normalmente o ciclo de crescimento demora entre 45 a 60 dias para mudar de fase. Devido a isso precisamos respeitar corretamente o intervalo entre as sessões.

 

Não se deve depilar a mesma área com cera entre as sessões.

Verdade. Arrancar o pelo pela raiz impede que o laser atue no folículo piloso. Portanto, não se deve depilar a área com cera, pinça ou outras técnicas que arranquem o pelo. No entanto, é possível – e mesmo recomendado – se depilar com lâmina: o pelo cresce mais grosso, o que facilita o tratamento com laser.

 

Gostou do nosso conteúdo atualizado sobre depilação a laser de diodo? Então, entre em nossas redes sociais e acompanhe de perto tudo o que existe de mais moderno em depilação a laser nas clínicas Diolaser, que utilizam o laser diodo Compact com tecnologia VCSEL - diodo frio com alta tecnologia. Um tratamento completamente indolor na sua aplicação. Tecnologia comprovada cientificamente pela Universidade de Harvard.

Diolaser 2021 - Todos os direitos reservados.